Cadastre-se para receber conteúdos exclusivos para o seu Sucesso Financeiro

Não enviamos SPAM!

A tecnologia pode revolucionar a sua forma de investir

A tecnologia pode revolucionar a sua forma de investir

O Brasil é um país que tem muito a aprender quando o assunto é “investimentos”. Para a maior parte da população, dinheiro serve exclusivamente para ser gasto, sem necessidade de muito controle, pois como alguns gostam de dizer, “dessa vida não se leva nada, vamos gastar e viver o presente”!

Os conceitos da Educação Financeira estão sendo difundidos por diversas organizações, públicas e privadas e também por dezenas de profissionais ligados ao tema (consultores, educadores, analistas). Digo apenas “dezenas” porque esta é uma atividade muito nova no Brasil – para você ter uma ideia, enquanto em nosso país temos aproximadamente 3.000 assessores de investimentos, nos EUA esse número é de um milhão e trezentos desses profissionais.

Apesar de as iniciativas ainda serem poucas, muitos cidadãos de todos os níveis sociais estão sendo sensibilizadas sobre a importância de aprender a usar o seu dinheiro com sabedoria, fazendo-o render, tanto na hora de gastá-lo como na hora de poupá-lo.

É natural que em um ambiente de disseminação de uma nova cultura – a do “Planejamento Financeiro” – aconteçam equívocos, imprecisões e até erros grosseiros sobre alguns conceitos, especialmente quando estamos falando sobre “conquista da independência financeira”.

Todo mundo quer enriquecer, de preferência sem muito esforço, descobrindo a fórmula mágica ou sendo protagonista de um golpe de sorte, como ganhar na loteria ou ser o finalista de um reality show. Constato isso a partir dos inúmeros cursos e palestras que realizo em todo o Brasil.

Sempre que dou a oportunidade para perguntas e esclarecimentos de dúvidas sobre “bem- estar  financeiro”, a questão que nunca deixa de ser feita é:

  • Professor, qual o melhor investimento?

Poderíamos dizer que a resposta a este questionamento pode valer um milhão de dólares.  As pessoas acreditam que é simples assim, algo que não requer esforço nem tempo.

Apesar de não haver resposta pronta, posso assegurar a você, que está lendo esse texto, que qualquer pessoa pode conquistar a sua independência financeira, sendo necessário para isso que saiba respeitar o seu dinheiro, gastando menos do que ganha e alocando as sobras em  investimentos – uma meio de fazer o dinheiro render a cada dia.

  • Ok Julio, mas você não pode dar um direcionamento, um norte pelo menos, para que eu melhore a lucratividade e evite perdas.

Para ajudá-lo seria necessário ir além de um artigo. Eu precisaria saber um pouquinho de muitas coisas sobre você: idade, estado civil, atividade profissional, nível de renda, etc. E depois conciliaria esses dados com uma série de informações sobre dezenas de investimentos disponíveis, que apresentam uma outra quantidade significativa de variáveis:  rendimento sugerido, taxas de administração, liquidez, tributos, prazos, porte da instituição, risco, etc.

Mesmo analisando tudo isso durante alguns dias, ainda assim não poderia assegurar a você que realmente estaria lhe apresentando o melhor investimento para a sua necessidade\objetivo.

Mas há uma boa alternativa para se aproximar do “melhor investimento”.

Já existentes há muito tempo nos EUA e outros países desenvolvidos, os robôs de investimentos (Robô Advisors) começam a chegar ao Brasil. O Robô Advisor é uma ferramenta tecnológica, um aplicativo, que é parametrizado para analisar automaticamente diversas informações relacionadas aos investimentos – tipo de investimento (ações, título do governo, fundos DI, etc), tempo, taxas, tributos, montante, cruzando-as com o perfil do investidor (de forma simplificada você pode ser um investidor conservador, moderado ou arrojado).

O programa une todas essas informações e oferece ao investidor uma modalidade de investimento mais adequada para a sua realidade, sempre focado no seu sucesso, e não no interesse do consultor financeiro ou empresa vinculada a ele, um dos maiores problemas encontrados no mercado atualmente.

Um exemplo de instituição brasileira que oferece uma modalidade de Robô Advisor é a Verios, uma Fintech criada há três anos por Felipe Sotto-Maior e Daniel Rezende. Felipe atuava como consultor financeiro mas estava insatisfeito porque nem sempre conseguia atender plenamente os interesses dos seus clientes.

A trajetória da Vérios já tem 7 anos no mercado financeiro brasileiro, onde eles desenvolveram projetos de endowments e ferramentas pioneiras como a Comparação de Fundos. Trabalhando com fundos de investimentos e outros produtos financeiros, ficavam  incomodados com a dificuldade que as pessoas enfrentam para investir bem no Brasil, especialmente aquelas que não são especialistas de mercado. Inspirados então por empresas como Wealthfront  e Betterment, criaram a carteira inteligente.

A Vérios tem como propostas básicas gerar facilidade, simplicidade e lucratividade aos clientes, por uma taxa fixa e única, cobrada anualmente. Mais de 35.000 pessoas já criaram planos de investimentos com eles. Segundo  informações da empresa, o rendimento médio de um investidor moderado é de 13,2% ao ano, um ótimo resultado especialmente para aqueles que não querem ficar escravos do dinheiro.

Aliás, não ficar escravo do dinheiro é uma premissa importante da chamada “independência financeira”, isto é, que eu não fique preso o tempo todo às informações sobre o meu dinheiro (investimentos), mas que ele trabalhe para mim e gere mais renda da forma mais automática e segura possível.

Tecnologia X Ser Humano

Que fique bem claro que os “robôs de investimentos”, sozinhos, não ajudarão você ou qualquer pessoa a conquistar a independência financeira. Mesmo que esse instrumento lhe forneça boas opções, se você não tiver assimilado e praticado os princípios universais da educação financeira, como planejamento, organização, visão de futuro, sustentabilidade, poderá nadar, nadar e morrer na praia.

Em outras palavras, não adianta descobrir o melhor rendimento para o seu perfil de investidor se você adora trocar de carro a cada dois anos pois o dinheiro que ganha lá, perde aqui. Ou então se preocupa em aplicar em longo prazo porque sabe que uma das vantagens é a incidência menor de tributos mas no curto prazo gasta muito com restaurantes caros,  supérfluos, etc.

A grande sacada é desenvolver uma forma de usar o seu dinheiro equilibrada e conscientemente e ao mesmo tempo recorrer a instrumentos como a Verios que farão o trabalho mais duro  para que você preocupe-se, principalmente, em ser um bom profissional na área que atua. Pois é do seu trabalho que vem os recursos para os seus investimentos

Espero que esta conversa estimule você a refletir mais sobre Educação Financeira, investimentos e sucesso. Esse é o caminho para viver bem hoje, amanhã e sempre.

Cadastre seu e-mail e receba conteúdos gratuitos

Tags: | | | |

Antes de continuar, deixe seu e-mail

e receba informações exclusivas para potencializar sua vida financeira!

Não enviamos SPAM!

About the Author

Julio Santos
Julio Santos

Julio Santos, Educador Financeiro, autor dos livros Educação Financeira para Pais e Filhos, Os 7 Hábitos para o Sucesso Financeiro, Harmonia Financeira para Casais e Princípios Bíblicos da Educação Financeira.

0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *