Aprenda a Gerar Riqueza com a Educação Financeira

Aprenda a Gerar Riqueza com a Educação Financeira

Palestra Online Gratuita

Não enviamos SPAM!

Como Evitar o Superendividamento

Como Evitar o Superendividamento

Hoje quero falar sobre um tema que tem nos preocupado e assustado muito.

Recebemos diariamente em nosso escritório contatos de pessoas querendo saber como funcionam nossos programas de Consultoria Financeira e Coaching.

E um número expressivo desses contatos são de pessoas que já estão no estágio do “superendividamento”.

Isso demonstra um pouco do perfil do brasileiro em relação a muitas coisas, não só quando a questão está relacionada com as finanças:

O hábito de empurrar com a barriga, deixar para depois, adiar a busca por soluções esperando por acontecimentos milagrosos.

Ninguém se torna um superendividado de uma hora para a outra.

Há um processo lento e gradativo para chegar a esta situação. Há alguns estágios anteriores ao superendividamento que já deveriam servir de alerta para tomada de providências.

O estágio anterior é o do endividado.

É onde vários compromissos financeiros deixam de ser pagos, o acúmulo de juros vai ficando insustentável e o desespero começa a bater.

O endividado começa a recorrer a diversas fontes de empréstimos, já não olha para taxas de juros, ele quer simplesmente apagar incêndios.

E na verdade cada novo recurso que é obtido parece uma gota d’água em uma floresta em chamas.

A tendência é você ir para o superendividamento, ao invés de retroceder.

Qual o maior erro dessas pessoas?

Ao invés de procurarem ajuda de um profissional que sabe como solucionar o problema, elas tentam fazer o que sempre fizeram, querem resolver sozinhas, ou querem soluções paliativas que dão um alívio momentâneo, porém quando o problema volta, ele fica muito pior.

Levemente Endividado

Mas antes do nível de endividado há um estágio anterior, que é o de levemente endividado.

É quando a coisa começa a desandar, começa a surgir as primeiras dívidas.

Aqui deveria acender uma luz de alerta pois esta situação deve ser evitada ao máximo.

Ganhamos nosso dinheiro, nosso recurso, e deveríamos nos preocupar em ter conhecimento de como gerenciá-los.

Eu digo muito em minhas palestras que o brasileiro sabe ganhar dinheiro, mas não sabe administrar.

Então este seria o momento exato para a pessoa procurar ajuda, procurar orientação profissional, já que o caminho que está seguindo está começando a dar errado.

Mas as pessoas não fazem isso, pelo contrário, procuram soluções onde vão aumentar o problema, vão onde não deveriam ir, no desespero, sem orientação.

Descontrole Financeiro

Na verdade, a ação deveria acontecer no estágio anterior, o do descontrole.

Neste estágio ela ainda não está endividada, só descontrolada, este mês ela gastou mais do que ganhou, mas no próximo mês tem um 13 salário aí ela quita tudo, depois descontrola novamente, teve um casamento para ir, o carro quebrou, etc.

Mas aí tem uma hora extra, um bônus, e ela fica nesta gangorra eterna.

Portanto são quatro níveis de comprometimento financeiro, onde a pessoa fica empurrando com a barriga até chegar ao momento crítico de desespero.

Chegar ao nível mais grave pode ser evitado se a ação for tomada tão logo o incômodo começa a surgir.

Na verdade, na verdade, as pessoas deveriam procuram orientação, quando está tudo bem, quando está sobrando dinheiro.

Mas, se deixarem para o momento do superendividamento vai surgir um novo problema.

Qual é esse problema?

A pessoa, a muito custo, conscientizou-se que precisa muito de ajuda, mas nesse momento ela diz para a empresa de consultoria:

– Agora entendi o que faz uma consultoria financeira. Entendi claramente o que podem fazer por mim, acredito que é realmente o que preciso, mas…

– “Eu não tenho dinheiro”, não tenho nenhum recurso mais para poder pagar pelo serviço.

Ou seja, ela fica de mãos atadas, perdendo dinheiro dia após dia. E começa também a perder bens, a saúde, a paz e até o emprego.

O Educador Financeiro é uma pessoa que sabe como resolver o problema dela, mas ainda não é visto como um profissional.

Quanto estamos com uma dor de dente ou dor de cabeça vamos imediatamente ao médico e confiamos nele.

Quando nosso carro pifa no meio da rua, não hesitamos em pedir socorro a um mecânico.

E não hesitamos em pagar pelos seus serviços. Mesmo que possamos achá-lo caro.

Mas eu sei que esta pessoa é uma autoridade no assunto, sei que ela se capacitou para isso.

Mas, pagar por um Educador Financeiro?

Isso é profissão?

Será que ele vai resolver o problema?

Esse tipo de pensamento acontece inclusive com pessoas com ótimo nível intelectual e altos rendimentos.

Não é incomum encontrarmos pessoas que ganham mais de vinte, trinta mil reais por mês, que estão caminhando para um verdadeiro caos financeiro, mas que não contratam um profissional que pode lhes ajudar a potencializar os resultados financeiros simplesmente por acharem que esse tipo de serviço não vale.

É mais uma questão de Miopia Financeira, um assunto que tratei em um podcast recentemente.

Mal sabe essa pessoa que o educador financeiro é tão importante quanto um advogado, um engenheiro, um arquiteto.

Todos esses profissionais podem evitar verdadeiras catástrofes nas áreas que atuam.

O Educador Financeiro a mesma coisa. Ele pode não só ajudar a tapar buracos e até verdadeiras crateras financeiras, mas também contribuir para a cura de doenças psicossomáticas.

A pessoa que passa a ter Educação Financeira começa a ter uma saúde mental e emocional, fica muito mais produtiva, pois não precisa ficar pensando como fazer malabarismos com as contas.

Então fica a orientação para refletir, imagina quanto dinheiro a pessoa perde de um estágio para o outro, com juros, empréstimos que na maioria ficam com os bancos que já estão riquíssimos.

Muito menos desse total de perdas, poderia ter sido direcionado para um serviço de Consultoria Financeira ou Coaching Financeiro.

Minha orientação e que você busque, orientação preventivamente. E um Educador Financeiro, independente de ele se apresentar como um educador, coach, consultor ou planejador financeiro, é a pessoa ideal para esse tipo de situação.

Se você quer conhecer nosso tratamento para descontrole financeiro e endividamento, entra em contato ok?

Tags: | | | | |

Geração De Riqueza - O Poder da Educação Financeira

Geração De Riqueza - O Poder da Educação Financeira

Palestra online gratuita!

Não enviamos SPAM!

About the Author

Julio Santos
Julio Santos

Julio Santos, Educador Financeiro, autor dos livros Educação Financeira para Pais e Filhos, Os 7 Hábitos para o Sucesso Financeiro, Harmonia Financeira para Casais e Princípios Bíblicos da Educação Financeira.

0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

+ +