Cadastre-se para receber conteúdos exclusivos para o seu Sucesso Financeiro

Não enviamos SPAM!

Como se preparar financeiramente para o futuro.

Como se preparar financeiramente para o futuro.

Você é o tipo de pessoa que faz muitos planos? Ou é daqueles que preferem viver intensamente o momento presente?

Seja lá qual for o seu perfil, é importante que você reserve algum tempo — não muito — para garantir uma reserva financeira da qual você usufruirá quando parar de trabalhar. Às vezes pode parecer que ainda falta muito tempo até lá, mas acredite: se preocupar com isso hoje é a única garantia de que você terá um futuro tranquilo.

Como regrinha geral, preocupe-se em construir três reservas financeiras ao longo da sua vida: uma reserva para oportunidades (ou emergências) de curto prazo, uma reserva para objetivos de médio prazo — como comprar um imóvel — e uma reserva de longo prazo, que nada mais é que o sustento para sua aposentadoria.

Quanto poupar para a aposentadoria?

Isso depende muito de quando você começou a construir sua reserva para a aposentadoria. Quanto mais cedo você começar a poupar, menor poderá ser o percentual da sua renda que você destina para o futuro.

Não existe uma receita de bolo, até porque depende muito do padrão de vida que você quer manter após penurar as chuteiras. Por isso, é importante procurar um consultor financeiro que possa ajudar você nesse planejamento.

Quem começa a poupar apenas 10% do salário quando ainda está na casa dos vinte e poucos anos tem grandes chances de construir uma bela reserva para viver confortavelmente após a aposentadoria, graças ao efeito multiplicador dos juros sobre juros ao longo das décadas.

Onde investir a reserva para a aposentadoria?

É melhor não contar com a aposentadoria pública. Com a reforma da previdência anunciada em 2016, os brasileiros precisarão trabalhar mais (e ganharão menos) para se aposentar pelo INSS. Tome as rédeas do seu futuro. Poupe hoje para que sua qualidade de vida no futuro não dependa de qualquer subsídio do governo.

Ao decidir onde aplicar os recursos que você poupa para a aposentadoria, leve em conta três fatores principais:

Proteção contra a inflação. Escolha investimentos que garantam que você não vai perder poder de compra para a inflação. A caderneta de poupança é um exemplo de aplicação que às vezes rende menos que o crescimento dos índices de preços. Fuja dela. E fique atento aos custos cobrados. Alguns bancos oferecem planos de previdência privada com taxas tão abusivas que acabam corroendo sua rentabilidade. Títulos públicos indexados à inflação são uma boa pedida.

Diversificação. Quando você investe para o longo prazo, pode contar com o benefício de diversificar. Aplicar em tipos de investimento com dinâmicas diferentes é uma forma de proteger seu patrimônio, uma vez que isso dilui riscos. Além disso, estando exposto a diversos mercados você poderá se beneficiar das ondas de valorização de cada um deles.

Comodidade. De que adianta poupar se o dinheiro fica parado na sua conta até você ter paciência para decidir onde investir? O ideal é nunca deixar suas reservas paradas na conta. Para isso, você precisa ter facilidade para investir. Escolha de antemão para qual aplicação pretende enviar os recursos e aplique assim que tiver o dinheiro. O banco nem sempre ajuda, ainda mais se o valor a investir for modesto. Mas hoje em dia existem startups, como a Vérios, que automatizam o processo de investimento, ajudando você a ter mais disciplina.

Tenha sempre em mente que o “você do futuro” depende do “você do presente”. Poupe um pouco todos os meses, invista bem os recursos e fique tranquilo para aproveitar sua vida livre de ansiedade e preocupações sobre o futuro.

“Texto da Vérios exclusivo para Julio Santos”

Tags: | | |

Antes de continuar, deixe seu e-mail

e receba informações exclusivas para potencializar sua vida financeira!

Não enviamos SPAM!

About the Author

Julio Santos
Julio Santos

Julio Santos, Educador Financeiro, autor dos livros Educação Financeira para Pais e Filhos, Os 7 Hábitos para o Sucesso Financeiro, Harmonia Financeira para Casais e Princípios Bíblicos da Educação Financeira.

0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *