Aprenda a Gerar Riqueza com a Educação Financeira

Aprenda a Gerar Riqueza com a Educação Financeira

Palestra Online Gratuita

Não enviamos SPAM!

Por que os jovens estão se endividando tão cedo?

Por que os jovens estão se endividando tão cedo?

Tenho visto muitos jovens caminhando para o endividamento logo no início de carreira. Quais serão as consequências disso para a sua vida a partir de agora?

 

Eu sou Julio Santos, Consultor Financeiro, e quero conversar com você sobre esse assunto.

Caso queira ouvir este artigo no formato de Podcast acesse aqui ou clique no player abaixo:

Em um curso realizado em uma associação comercial, uma jovem participante de apenas 16 anos me disse:

 

– Julio, eu e algumas amigas começamos a trabalhar há 15 dias. E elas já estão combinando onde irão gastar o seu primeiro salário no dia do pagamento. Eu vou fazer de outra forma. O curso que estou fazendo aqui está sendo muito bom para mim, agora vou começar a fazer do jeito certo. Com vinte e cinco anos já quero ter meu carro e minha casa, e antes dos quarenta quero ter minha independência financeira.

 

Essa fala ajuda a entender por que algumas notícias jornalísticas afirmam que boa parte dos endividados são os jovens.

Tão logo começa a trabalhar o jovem começa a gastar sem controle, e isso, provavelmente vai levá-lo ao endividamento.

Na verdade, mesmo antes de começar a trabalhar o jovem já pode se endividar.

Prova disso foi o depoimento de um pai em outro evento que fiz há algum tempo.

Ele disse que o filho lhe pediu um adiantamento da mesada pois ela já havia comprometido os valores, ou seja, há tinha gastado por conta.

Há outras estórias que mostram o contrário, é claro.

Me lembro quando meu filho mais velho começou a trabalhar e logo após alguns dias ele me disse:

– Pai, como não tenho muitas despesas, eu decidi que vou investir metade do meu salário.

A primeira reflexão que quero deixar para você que está me acompanhando, seja jovem ou um pai, é que, antes de receber qualquer quantia financeira, seja mesada ou salário, precisamos ser orientados sobre como usar esta fonte de recurso.

E muitos pais não fazem isso. É como dar um carro ao filho sem antes ensiná-lo a dirigir.

 Mas também não adianta um pai ensinar o filho a dirigir se ele (o pai) for um motorista irresponsável, que vive desobedecendo as regras de trânsito.

 

 

Ou seja, não adianta querer ensinar meu filho a administrar o dinheiro se eu não faço isso corretamente também.

Voltando a nossa conversa, os jovens acabam entrando em dívidas porque, além da falta de orientação, as instituições financeiras procuram ser ágeis para inseri-lo no mundo do crédito.

Exemplo disso foi quando meu filho mais novo começou a fazer um estágio em uma empresa.

Ao abrir a conta em uma instituição financeira, recebeu nada mais nada menos que um cartão de crédito.

A carta de apresentação daquela “maravilha” dizia que era algo ótimo e prático, estaria tudo centralizado em uma única ferramenta.

Mas em nenhum momento falava de limites de crédito, taxas de juros, de anuidade, etc.

A estratégia dos bancos é fisgar você, jovem bem cedo. Se você morder a isca, será uma fonte de enriquecimento para o banqueiro durante toda a sua vida.

Mas é meu papel dizer também que o banco não te obriga a usar o cartão de crédito. Você pode fazer escolhas para a sua vida. E essas escolhas poderão ter impactos profundos em todos os sentidos.

Em relação ao meu filho mais novo, ele me pediu algumas orientações, conversamos, disse-lhe tudo isso que estou dizendo para você, mas falei que a decisão era dele, ele deveria ficar à vontade para manter aquele cartão ou devolvê-lo

Afinal, na prática ele não precisava daquilo.

Em alguns dias ele me disse: pai, cancelei o cartão, mesmo porque eu uso minha digital para fazer operações no banco.

Há escolhas que geram algumas renúncias, exigem esforço e disciplina. Mas normalmente estas são as que nos devolvem as melhores experiências e realizações.

A minha renúncia, a escolha por estar totalmente no controle da minha vida financeira começou aos 41 anos. Pudera eu ter aprendido na juventude.

Como eu comecei a trabalhar com catorze anos em um grande banco, eu fique quase três décadas vivendo para pagar dívidas, enriquecendo bancos e comprometendo minha vida.

Me lembro que minha família ficou toda feliz, eu também. Mas como eu não tivera orientação dos meus pais (por desconhecimento é claro), logo no primeiro mês comecei a usar cheques pré-datados.

A oportunidade de crédito somada aos meus desejos de consumo (que são legítimos, ok) foram a combinação ideal para que eu mergulhasse no mundo das dívidas onde fiquei por um longo período.

Só me tornei sóbrio nesta questão há dez anos quando conheci, aprendi e comecei a aplicar os princípios universais da Educação Financeira (hoje estou com 51 e nunca tive tantas conquistas em apenas uma década).

E por ser profundamente impactado por ela, por ter vivido na minha vida os seus benefícios, e por ser um profissional de desenvolvimento de pessoas, hoje atuo exclusivamente em projetos de Educação e Consultoria Financeira.

Minha preocupação com o jovem não é apenas em relação ao dinheiro em si, o pagamento de juros que normalmente serão consequência natural deste processo de descontrole financeiro.

Eu vivi, a partir do descontrole financeiro na juventude, os efeitos colaterais nocivos e corrosivos desta situação:

·         Stress

·         Ansiedade

·         Impaciência

·         Desgastes emocionais

·         Improdutividade

·         Desmotivação

·         Divórcio

·         Distanciamento dos filhos.

·         Decisões erradas,

·         Problemas espirituais

·         Depressão

 

Tudo isso teve uma enorme contribuição da falta de competência em lidar com meus recursos financeiros.

Dificilmente alguém será feliz, e, pior, dificilmente conquistará uma vida financeira saudável se não aprender a utilizar os seus recursos financeiros de forma equilibrada, deslocando uma parte para despesas é claro, mas sem antes separar uma parte para construção de reserva financeira.

Quando começamos da maneira certa, como disse a Samanta, citada no início de nossa conversa, em pouco tempo, provavelmente antes dos quarenta, você jovem terá a liberdade financeira para continuar produzindo de forma efetiva para a sociedade sem deixar de desfrutar dos benefícios do bom comportamento financeiro.

Eu gosto muito de vincular Educação Financeira à Família, é por isso que estou falando sobre este assunto.

No livro Educação Financeira para Pais e Filhos mostro a minha vida antes e depois da Educação Financeira;

Também tenho o curso Harmonia Financeira para Casais, que apresenta estratégias para que possamos construir uma vida financeira familiar saudável;

E muito mais.

Espero que este conteúdo tenha significado para você. Por favor deixe seu comentário e contribuições aqui.

E compartilhe esse conteúdo, queremos contribuir para que nossos jovens sejam muito prósperos e produtivos no futuro.

 Então, não esqueça de nos acompanhar nos canais de comunicação digital que estamos presentes.

Você nos encontra no facebook e instagram, linkedin, Pinterest, blog, site, youtube, canais de podcasts, etc.

E mantenha-se conectado comigo pois eu tenho vários projetos em andamento e estou criando um agora exclusivo para pais e filhos.

Deverá ser um workshop prático e interativo onde pais e filhos, juntos aprenderão a se preparar para um futuro financeiro saudável.

Um grande abraço!

Julio Santos é Educador Financeiro, Consultor e Palestrante, autor de diversos projetos de Educação Financeira, entre eles:

Educação Financeira para pais e filhos

Harmonia Financeira para Casais – https://pages.hotmart.com/b8022738j/harmonia-financeira-para-casais-curso-de-financas

Produtividade Financeira – https://pages.hotmart.com/u8299505s/produtividade-financeira-como-construir-uma-estrategia-solida-para-conquistar-a-liberdade-financeira

Formação de Educador e Consultor Financeiro ESCEF

 

Facebook: https://www.facebook.com/juliosantoseducacaofinanceira/

Linkedin: http://www.linkedin.com/in/juliocsantos

Instagram: https://www.instagram.com/juliosantoscoachfinanceiro/

Pinterest: https://br.pinterest.com/juliosantosconsultoria/

Podcasts:

Soundcloud: https://soundcloud.com/juliosantosfinancas

Itunes:https://podcasts.apple.com/br/podcast/julio-santos-educa%C3%A7%C3%A3o-financeira/id1464082916

Spotify: https://open.spotify.com/show/22zAhb5hZdNoXkC7ty8e6A

 

Stitcher:https://www.stitcher.com/podcast/juliosantos/julio-santos-educacao-financeira?refid=stpr

Tags: | | | | |

Geração De Riqueza - O Poder da Educação Financeira

Geração De Riqueza - O Poder da Educação Financeira

Palestra online gratuita!

Não enviamos SPAM!

About the Author

Julio Santos
Julio Santos

Julio Santos, Educador Financeiro, autor dos livros Educação Financeira para Pais e Filhos, Os 7 Hábitos para o Sucesso Financeiro, Harmonia Financeira para Casais e Princípios Bíblicos da Educação Financeira.

0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

+ +