Cadastre-se para receber conteúdos exclusivos para o seu Sucesso Financeiro

Não enviamos SPAM!

Reforma da Previdência. E Agora?

Reforma da Previdência. E Agora?
Célia Bispo, Consultora e Educadora Financeira
Célia Bispo, Consultora Financeira

Este artigo é de autoria de Célia Bispo é Consultora, Educadora Financeira e Palestrante. 

Célia Bispo Desenvolve Programas de Educação Financeira em empresas e Consultoria Financeira Pessoal e Familiar.

Além de palestras e cursos presenciais, Célia Bispo aborda alguns temas em cursos online, dentre eles “Educação Financeira Para Realizar o Sonho da Casa Própria”

Nos últimos tempos, em muitas rodas de conversa, o tema tem sido a Reforma da Previdência.

 

Entra governo, sai governo, esse tema sempre está em alta. E, em alguns momentos o “burburinho” é geral.

 

 Você também pode se interessar por:

 

Você está sofrendo de Procastinação Financeira?

Educação Financeira e mais importante que aprender idiomas.

Educação Financeira para realizar o sonho da casa própria.

Não vou aqui discutir, considerando tudo o que está sendo definido, se as regras são boas ou ruins, se o tempo é suficiente ou se ainda sobrará vida para desfrutar da aposentadoria.

 

O que me chama a atenção é que muita gente reclama, ou faz piadas dizendo que já estarão com o “pé na cova” quando estiverem aptos para solicitar a aposentadoria.

 

Mas, enquanto o tempo passa, não tomam nenhuma ação concreta para mudar o final deste filme.

 

Contrapondo a esse comportamento lembrei de um filme que assisti em que um adolescente americano sonhava com seu primeiro “milhão”.

 

Recordei-me que esse é um pensamento comum para os americanos, então muitos deles quando começam a trabalhar, não saem gastando tudo o que ganham, pelo contrário, poupam o máximo que podem para alcançar o montante de “um milhão de dólares”.

 

Já na sociedade brasileira, encontramos jovens que começam a trabalhar, e logo já estão com cartões de crédito, comprando os celulares mais modernos, tênis, roupas, baladas, e não é difícil achar os que logo se endividam e ficam com o nome “sujo”.

 

É a cultura de comprar e depois correr atrás para pagar, e assim na verdade não desfrutamos, passamos a vida preocupados em pagar contas.

 

E quando a aposentadoria chega, o desemprego chega, uma enfermidade que impossibilita de trabalhar, chega…. entramos em pânico e sofrimento.

 

E perpetuam esse comportamento até a “terceira idade”, constituindo uma geração de pessoas que ridiculariza os “poupadores” e brinca com a própria desgraça.

 

Se ao iniciar a vida profissional, nos preocupássemos com o futuro, teríamos a consciência de fazer uma reserva financeira para um tempo em que não estivéssemos ou não pudéssemos ser atuantes no mercado de trabalho.

 

O período de atividade profissional dever ser tempo de, primeiro guardar para depois desfrutar. Dessa forma podemos realizar nossos sonhos – comprar carro, fazer viagem, casar, etc.

 

E não é só isso.

 

Para complicar a situação quero citar duas outras notícias recorrentes: a primeira é que a população brasileira tem sua expectativa de vida aumentada em 10 anos e a segunda demonstrando que a taxa de natalidade tem diminuído.

 

Enquanto as gerações mais antigas que hoje estão na casa dos 80 ou 90 anos tinham pra cima de 5 filhos e não era incomum ter 7, 10 ou até mais filhos, as novas gerações mudaram esse panorama, muitas delas tendo no máximo 2 crianças, sem contar que muitos deles optam por não tê-las.

 

Tudo isso junto mostra-nos um cenário alarmante: cada vez mais teremos um número maior de aposentados (ou pessoas em condições para tal) e muito menos contribuições para “bancar” toda essa gente.

 

Fica óbvio que a conta não vai fechar. É uma questão matemática.

 

Moral da história: Não dá para esperar que os outros façam por nós.

 

Independente da sua idade atual, comece a pensar no futuro agora.

 

Você tem direito a vida social de qualidade e realização de sonhos. Mas para que isso aconteça, é preciso planejar.

 

Investir em Educação Financeira vai abrir os seus horizontes e você perceberá que não precisa ficar resmungando pelos cantos, reclamando sobre o que o governo tem feito ou irá fazer com a sua contribuição.

 

Se prepare para alcançar sua independência financeira, assim além de viver mais tempo, você viverá com qualidade.

Tags: | | | | |

Antes de continuar, deixe seu e-mail

e receba informações exclusivas para potencializar sua vida financeira!

Não enviamos SPAM!

About the Author

Julio Santos
Julio Santos

Julio Santos, Educador Financeiro, autor dos livros Educação Financeira para Pais e Filhos, Os 7 Hábitos para o Sucesso Financeiro, Harmonia Financeira para Casais e Princípios Bíblicos da Educação Financeira.

0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

+ +